Google+ Followers

quarta-feira, 14 de maio de 2014

REAPROVEITANDO OS ALIMENTOS

A concentração de matéria orgânica (de alimentos) é muito elevada em resíduos sólidos despejados diariamente no lixo. Isso acontece por causa do grande desperdício doméstico, que em geral não identificam restos de alimento como geradores de impactos ambientais. A coleta seletiva é um grande avanço, mas é indispensável pensar também no consumo.
Evitar a perda de alimentos é uma pratica ecológica e econômica de sustentar o meio ambiente e toda a cadeia alimentícia. Muitas partes não convencionais dos alimentos que são vistas como lixo podem conter mais nutrientes do que as que estamos acostumados a consumir. A casca de melancia, por exemplo, contém até 3 vezes mais potássio do que a parte interna da fruta.
A procura de alternativas mais sustentáveis, o Green Nation desenvolveu uma lista de dicas para combater o desperdício e aproveitar melhor as propriedades dos alimentos.

NO SUPERMERCADO
- Antes comprar é importante revisar a lista e só colocar no carrinho o que realmente falta. Comprar alimentos em excesso faz com que acabem se estragando e indo para o lixo. 
- Alimentos perecíveis (verduras, legumes e frutas) se perdem mais rápido, então o ideal é comprá-los semanalmente. Além do mais, os alimentos quando estão frescos são muito mais saudáveis e saborosos. 
- Procure comprar produtos da região. Isto ajuda a diminuir a poluição e as perdas causadas pelo transporte da mercadoria.
- Alimentos orgânicos são mais saudáveis e menos prejudiciais ao meio ambiente. Mas se não for possível, dê preferência as frutas, verduras e legumes da estação. Na época certa estes não levam tanto agrotóxico e são mais baratos.
- Opte por alimentos e sucos naturais. São mais nutritivos e geram menos lixo (embalagens).

ESCOLHENDO OS VEGETAIS
Cebola
Evitar a cebola que está descascando ou brotando. O que ia dar sabor para ela, já foi para o broto. Cebola bem formada, sólida, é perfeita para o consumo.
Laranja
Dê preferência as que estão lisas e brilhantes. A fruta enrugada costuma vir com menos suco.
Maçã, mamão e pêra
Evite as que estão com marquinhas ou amassadas porque normalmente estragam logo.
Tomate e pimentão
Tomate e pimentão também devem estar firmes, brilhantes e sem marcas. Não se esqueça de que legumes e frutas com o pedacinho do cabo duram mais.
Abacaxi
O ideal é que a base do abacaxi esteja mais úmida, um pouco mais mole quando você apertar. As folhas do abacaxi devem estar sempre verdes e firmes. Se o abacaxi estiver sem a coroa, vai se perder com mais facilidade. Atenção também para não bater o abacaxi, pois pode azedar.
Quiabo
Quebrar a ponta do quiabo faz com que ele estrague mais rápido. O quiabo deve estar brilhante, com os pelos presentes e firme.

EM CASA
- Na hora de organizar os alimentos, colocar a vista os produtos que vão vencer logo. Isso serve tanto para a geladeira quanto para o armário.
- Colocar frutas e legumes verdes na fruteira. Os ítens mais maduros devem ir para a geladeira. 
- Embalar todos os produtos que vão para a geladeira para não ressecarem. Prefira embalagens transparentes para identificar melhor a sobra de alimentos. 
- Embalar produtos em conserva (palmito, azeitona, milho) junto com o líquido, pois tem conservantes que vão ajudar o produto a durar mais tempo. E claro, após aberto, colocá-los na geladeira!

RECICLANDO AS SOBRAS
O lixo orgânico pode virar amigo da natureza quando bem manejado. Na dica anterior falamos a respeito da compostagem: processo que transforma a matéria orgânica em adubo. Além desse caminho, existe também o reaproveitamento dos alimentos para o nosso bem-estar e o da natureza.
- O caldo que sobra do cozimento dos alimentos pode ser usado para preparar o arroz, feijão, sopas, e outros pratos. A água dos legumes é rica em vitaminas e sais minerais.
- O pão velho pode ser transformado em torrada no forno. Experimente por com orégano e azeite. Fica saboroso e garante a torradinha da sopa no jantar!
- Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contém fibras e vitaminas e devem ser aproveitados em refogados, no feijão, na sopa, no suco, para o preparo de suflês ou como recheio de tortas.
- A casca da laranja fresca pode ser usada em pratos doces à base de leite, como arroz doce e cremes ou cristalizada para servir com o café.
- A parte branca da melancia pode ser usada para fazer doce, chamado doce de mamão verde.
- Cascas de frutas como a goiaba e o abacaxi podem ser usadas para preparar sucos. Este pode ser aproveitado para substituir ingredientes líquidos no preparo de bolos.
- As cascas da batata podem ser fritas em óleo quente, ou assadas, e servidas como aperitivo. Ficam deliciosas!
- A banana muito madura serve para fazer doce. E a casca dela também!
- As folhas da cenoura são ricas em vitamina A e devem ser aproveitadas para fazer bolinhos, sopas ou picadinhos em saladas.
- A casca da abóbora lisa e sem mancha pode ser usada para fazer doce. Já as sementes, além de rica em fibras e vitaminas do complexo B, são deliciosas quando aquecidas no forno.